Seguidores

quinta-feira, 2 de dezembro de 2021

Lágrimas de Amor e Café - Babi A. Sette

A Babi sempre encantando com suas historias e seus personagens. Só tinha lido um livro dela e adorei, essa foi minha segunda experiência e tambem gostei muito. 

Aqui conhecemos Angelina. uma italiana que vem de navio pro Brasil, casada com um fazendeiro que ela mau conhece, mas que seu pai a fez casar com o tal Pedro, porque o coitado do pai achou que era a melhor coisa a se fazer. 

Já no navio Angelina sente no fundo do seu coração que sua vida mudou pra sempre. E ao chegar à fazenda no Brasil e ter sua primeira ¨interação ¨ com seu novo marido, a dúvida vira certeza, e ela agora sabe que sua vida não será nada do que ela imaginou que seria. Que seu casamento vai ser um horror e que acima de tudo, seu marido vai ser um ¨stronzo ¨ ( um idiota ) 

Por conta da dificuldade na Italia, muitos vieram nesse mesmo navio de Angelina para  o Brasil, dentre esses muitos, Vincenzo tambem veio no mesmo navio, com pouco dinheiro, pouca bagagem, e muitos sonhos. E desde o primeiro momento que ele vê Angelina ele se encanta de amores por ela.

Mas o destino quis que eles se conhecessem mais, tivessem ciência da existência um do outro, se tornassem amigos e compartilhassem muitos segredos. Claro que isso terá uma consequência, o amor que os pegará ¨de calça curta¨ . 

Fiquei torcendo tanto pra tudo dar certo entre eles, porque a cada novo acontecimento entre Angelina e seu Marido Pedro eu sentia uma raiva  horrorosa dele. Angelina sofre muito na mão de um marido abusivo, frio, grosseirão mesmo. 

E quanto mais Vincenzo e Angelina se conhecem, mais compartilham seus momentos, mais linda vai ficando a historia deles. Mas é claro que nada será tão simples. 

Derramei umas boas lágrimas com as cenas finais e de verdade, quero muito ler outros livros da Babi 



Sinopse : www.skoob.com.br 


Novo romance da autora do best-seller Senhorita Aurora.

Fragilizada pela morte da mãe e a miséria na Itália, Angelina aceita a proposta de um estrangeiro rico que oferece não só casamento, mas também conforto para seu pai e sua irmã caçula.

Decidida a ajudar a família, ela embarca para um país distante tendo como companhia somente a escrita e os romances que ama, já que durante a viagem o marido se revela muito diferente do príncipe que sonhou um dia conhecer. Vincenzo também tem o Brasil como destino e, por uma traição, vê seus sonhos roubados logo que desembarca no novo país. E é na fazenda de um barão do café, onde Angelina é senhora e também vítima do marido cruel, que Vincenzo acaba achando trabalho.

Em meio a encontros e conversas nasce entre ambos uma amizade verdadeira e uma paixão secreta que pode colocar em risco não apenas a vida deles, mas também a segurança de outras pessoas. Vincenzo e Angelina teriam coragem o bastante para esquecer as proibições, passar por cima dos perigos e viver esse grande amor?

Livros Lidos - Novembro

E o ano ta acabando, mais um mês se foi e eu feliz da vida com minhas leituras de Novembro.


Li um dos livros que tava morrendo de vontade de ler.. Jane Eyre, e me apaixonei perdidamente. 

Vamos à eles :  

  1. Jane Eyre - Charlotte Bronte
  2. Acheron ( #15 Darkhunters ) - Sherrilyn Kenyon 
  3. A Duquesa Feia ( releitura ) - Eloisa James 
  4. Just One Year - Penelope Ward 
  5. Diários de Acheron ( 2003, 2004, 2005 - Série DarkHunters ) - Sherrilyn Kenyon 
  6. Anjo Mecânico ( #1 Peças Infernais ) - Cassandra Clare 

Dezembro promete nas minhas leituras, separei algumas bem boas .. até o mês que vem !!!!







terça-feira, 30 de novembro de 2021

Anjo Mecânico ( # 1 Peças Infernais ) - Cassandra Clare

Depois de mergulhar em 3 livros no universo dos Instrumentos Mortais, eu finalmente  cheguei em Peças Infernais, e lá fui eu ler Anjo Mecânico com todas as expectativas de conhecer Will, Tessa e Jem.

Me falaram tanto desse Will que eu achei que ia gostar dele logo de cara, mas cada vez que  eu lia as passagens dele, sentia saudades do Jace, juro que só queria ler logo pra voltar pro Jace kkkkkk. 

Que fique claro eu não desgostei do Will, só não senti aquele amor e empatia por ele logo de cara, como foi com o Jace. Mas em contra partida eu adorei o Jem, e diferente da Clary , que eu achei chata em grande parte das vezes, eu gostei muito da Tessa. Ela não é mimizenta, cheia de frescura e melindres, então eu gostei mais dela. 

Aqui mergulhamos no universo dos Caçadores de Sombras da era Vitoriana, na Londres de 1800 e trelelê. Eu ja gostei de adentrar nesse mundo quando comecei a ler Instrumentos Mortais, então conhecer mais esses personagens foi bem legal. 

Fiquei muito triste quando Jem contou sua historia pra Tessa. Adorei a Charlotte, a Sophie e o Thomaz, mas o Will é um reclamão auto depressivo, massssss só quero saber mais da historia dele e ter a certeza de que eu não gosto mesmo dele, ou que talvez eu mude de ideia rrss. Achei a Jessamine uma chata sem noção. Aquele Nate é um verdadeiro babaca. e Henry, apesar de meio lesado, simpatizei com ele kkkk 

Ainda não consegui shippar Tessa e Will e Jem, não sei quem fica com quem, mas não senti química nenhuma entre eles. Achei tão feio Will tratar a Tessa feito um cavalo, e o pior, ela insistir em ¨serem amigos ¨... E, adorei o que Sophie disse pra ela, ¨entregar seu coração pra alguém que mereça tudo bem, mesmo que voce não tenha o coração da pessoa de volta ¨rrrss

E, apesar de achar que esse livro  foi muito parado até a metade, quando tudo começa a acontecer, eu fiquei maluca e queria muitoooo ler logo e ver o final... e ai ficou muito bom. Já estou contando os minutos pra ler o próximo, mas antes, vou voltar pra era moderna e matar as saudades de Jace (rrss)  em Cidade dos Anjos Caídos 



Sinopse : www.skoob.com.br 

Tessa Gray tem um anjinho mecânico pendurado no pescoço, um presente de família do qual nunca se separa. O tique-taque do pingente faz com que ela se sinta segura junto à lembrança dos pais, que já morreram. Mal sabe Tessa que o barulho muito em breve vai se tornar o odioso som de um exército comandado pelas forças do Submundo. Com os Caçadores de Sombras e seu recém-descoberto poder sobrenatural, ela enfrentará uma guerra mortal entre os Nephilim e as máquinas do Magistrado, o novo comandante das trevas da Londres vitoriana.

sexta-feira, 19 de novembro de 2021

Livros para Ler em 1 Dia

 Eu adoro dicas de leitura, e livros pra ler em um dia são meu tipo de dicas favoritas. Então pensando nisso, em domingos preguiçosos e fins de semana chuvosos e de preguiça no sofá, pensei em dar umas dicas de Leituras em 1 Dia :) 

Vamos à elas : 


Esse é um dos livros mais fofos que já li. Fala de um personagem que num primeiro momento a gente acha que o cara é estranho, mas ao longo da leitura entendemos que ele tem Sindrome de Asperger, e que a historia vai se desenrolando de um jeito que vamos criando uma empatia tão linda por Don, que a gente só quer mais e mais desse casal que é fofo





Logo eu que não sou muito fã de romances de época, to aqui indicando logo 2 rss. O Principe dos Canalhas e Quando a Bela Domou a Fera são excelentes leituras pra quem gosta do gênero. Leituras rápidas, protagonistas divertidos, e quando voce começa a ler, só para quando chega no fim 



Pra quem gosta do gênero New Adult, com uma pitada de diversão, de boas risadas, de um bom romance e com umas boas cenas hots, Se Beber não Ligue é uma dica que se encaixa perfeitamente nesse estilo. Eu sou apaixonada pelas historias da Penelope Ward, e nunca me decepciono. 






Um dos livros hypados desse ano, Torto Arado é relamente tudo o que falam. E, apesar de ser um livro que não tem nada de diversão, que fala sobre temas sérios, é uma leitura tão incrivel, que a gente facilmente mergulha em suas páginas e só sai delas quando chega ao fim ( que diga-se de passagem o Final é espetacular ) 





Camila é uma das minhas autoras favoritas brasileiras, ver sua evolução como escritora, ter lido seu primeiro livro e acompanhar todas suas historias e seus personagens me deixam feliz. 8 Segundos é um dos meus livros favoritos dela. Uma historia linda de amor, um casal fofo, que quando voce chega ao fim do livro, quer ler tudo de novo só pra não abandona-los tão de repente rs.






E, por último, mas não menos importante, um suspense da diva Colleen Hoover. Verity é aquele tipo de leitura que a gente começa e fica surtada até chegar no final. Quanto mais a gente lê, mais quer saber o que vai acontecer, e por isso, facilmente a gente lê o livro todo numa única sentada. 


Até a próxima !!!!!

terça-feira, 16 de novembro de 2021

Just One Year - Penelope Ward

Minha diva Penélope  nunca decepciona.. Mais uma historia deliciosa de se ler e de conhecer. 

Aqui Caleb e Teagan são o casal protagonista. Se conhecendo de um jeito bem inesperado e não indo muito um com a cara do outro logo no começo. uma coisa é boa, Caleb é super divertido e engraçado. E isso faz a historia ficar leve e quando a gente se dá conta, o livro ja terminou. 

Diferente de todos os casais das historias da Penelope, esses são bem jovens, Teagan só tem 18 anos quando a historia começa, e me surpreendi, porque seus protagonistas são sempre um pouco mais velhos. 

Eu adorei o Caleb, ele é incrível, humano, cheio de vida apesar de todo o drama que tem a vida dele com os pais, Emma ( sua irmâ ) e toda culpa que Caleb tem dentro de si. Mas apesar de toda essa carga que está sobre seus ombros, Caleb é bom, generoso e quando finalmente começa conhecer Teagan ele ainda a ajuda com os problemas dela de auto estima, de relacionamento com a familia e todas suas inseguranças. 

É lindo demais ver os dois crescendo como pessoas e se ajustando, e apesar de todos os problemas do Caleb, Teagan ainda consegue faze-lo sorrir e sentir como nada nem ninguém fez com ele antes.

E o final, é tão lindo. Emma na vida de Teagan, a maneira como todas as familias conseguiram dar a volta por cima nos seus dramas e encontrar um jeito de tentar ser feliz, é realmente a vida real na ficção. E tudo em apenas 1 Ano ❤



Sinopse : www.skoob.com.br 

Da autora do best-seller do New York Times, Penelope Ward, chega um novo romance independente.
O início do meu segundo ano na faculdade foi difícil.
No primeiro dia de orientação, tive uma briga com um cara britânico irritante em um banheiro do campus.
(O banheiro feminino estava quebrado. Então, usei o banheiro masculino. Não julgue.)
Cheguei em casa mais tarde naquela noite e percebi que o estudante estrangeiro que esperávamos alugar um quarto na casa dos meus pais era alérgico a nosso gato.
Então, o quarto livre foi para outra pessoa: Caleb - o cara britânico do banheiro masculino.
E assim começou ... minha história de amor e ódio com Caleb Yates. Ou era amor-ódio nessa ordem?
O cara sabia como apertar cada um dos meus botões.
Às vezes, eu mandava um e-mail para expressar minha irritação e desdém.
Ele realmente reescreveria minhas próprias palavras e as enviaria de volta para mim.
Esse era o tipo de pessoa irritante que Caleb era.
Tão frustrante.
E ...
Às vezes incrivelmente engraçado e carinhosamente doce.
E quente.
Ele acabou crescendo em mim, e Caleb logo se tornou um de meus melhores amigos naquele ano.
Pena que ele estava voltando para a Inglaterra em breve, então nada poderia acontecer entre nós - por tantos motivos.
Eu definitivamente não poderia me apaixonar por ele, especialmente porque tudo que tínhamos era apenas um ano.

domingo, 7 de novembro de 2021

Asheron ( Série Dark-Hunters #15) - Sherrilyn Kenyon

Pela ordem cronológica, esse já é o 23o. livro da série que mistura dos Dark, Were e Dream Hunter  e eu não via a hora de chegar nesse livro, porque a gente se apaixona pelo Asheron logo na primeira vez que ele aparece, e isso causa aquela expectativa pra chegar logo no livro dele, mas ai tem um mais.... 

Eu esperei 23 livros pra conhecer a vida e a historia de Asheron, e juro que se não fosse por ele, eu tinha largado esse livro. Eu amei conhecer a historia de Ash, mas o sofrimento constante e sem medida que a autora escreveu pra contar sua historia me deixou  com muita raiva. 

Cenas e mais cenas de sofrimento constante, maus tratos muitas vezes desnecessários só pra mostrar o quanto ele sofreu desde o dia que nasceu, há mais de 10 mil anos, e ela focou tanto nessa parte sofrida, que quando chegamos nos dias mais recentes, a coisa ficou corrida e a meu ver faltando coisa. 

A segunda parte, com a nova fase da vida de Asheron, foi boa e linda, como só o Asheron poderia viver. Tendo todos os darkhunters ao seu lado, mostrando que ele é sim amado. E que só depois desses milhares de anos vividos, ele descobre isso. 

Agora a parte melhor ( mas tambem a pior ) , é ver o quanto a vaca da Artemisia tem Ash nas mãos. O quanto ela é mesquinha, egoísta, mesmo que no começo ela se mostre uma ¨fofa¨ querendo ser amiga dele, não se importando com o que ele sofre e quem ele se torna por conta do seu tio e pai o fizeram sofrer tanto. 

Mas ainda tenho um caminhar pela frente, com outros personagens, e apesar de estar com raiva do Styxx, o gêmeo de Ash, quero muito ler o livro dele

E uma consideração importante.... eu amei, de paixão Apollymi, a mãe de Asheron... que mãe raiz, raivosa, e literalmente destruidora rrss. 

Só espero que ele seja tão feliz quanto ele merece, porque ninguem se iguala à Asheron e toda sua bondade e generosidade. 



Sinopse : www.skoob.com.br 

Onze mil anos atrás, um deus nasceu. Amaldiçoado no corpo de um humano, Acheron passou uma vida inteira de vergonha. Mas o aço mais forte é forjado com o fogo do inferno ...

A morte humana de Acheron desencadeou um horror indescritível que quase destruiu a terra. Então, trazido de volta contra sua vontade, ele se tornou o único defensor da humanidade. Só que nunca foi tão simples. Por séculos, Acheron lutou por nossa sobrevivência e escondeu um passado que ele fará de tudo para mantê-lo escondido. Até que uma mulher solitária que se recusa a ser intimidada por ele ameaça sua própria existência. Agora a sobrevivência dele - e a nossa - depende dela, e velhos inimigos despertam e se unem para matar os dois. A guerra nunca foi mais mortal ... ou mais divertida.

sexta-feira, 5 de novembro de 2021

Jayne Eyre - Charlotte Brontë

Eu tô total e completamente apaixonada por esse livro. Nenhuma palavra, texto, jornal que escreva aqui vai ser capaz de expressar o amor que vai no meu coração nesse momento por Jane Eyre e Edward Rochester. 

Eu planejei comprar e ler esse livro à tanto tempo, e fiquei com tanto medo de me decepcionar que fiquei adiando ele por muito tempo. Ler um clássico nunca é facil, e mesmo eu gostando muito de me aventurar por esse novo mundo na literatura, não esperava que fosse devorar esse Classico de 1847 em poucos dias por puro amor. 

A historia é contada por Jane, que começa aos 10 anos e vai narrando sua vida que não tá nada fácil, sem pai, mãe, ninguém que a ama ao seu redor. Criada por uma tia que é viúva do seu tio ( esse irmão de sua mãe falecida), convivendo com primos que a detestam e até a maltratam, Jane guarda dentro de si uma raiva feroz, uma tristeza que nenhuma criança deveria carregar. 

E, quando Jane é mandada para um internato para meninas pobres, Jane vê a oportunidade de se tornar algo que ela jamais imaginou ser capaz. Simples, questionadora como sempre, inteligente, sagaz, sem nenhuma pretensão de ser o que não é, Jane vai nos relatando os momentos  difíceis da sua vida até que depois de 8 anos na escola Lowood, ela arruma um emprego e se muda para a propriedade do Sr. Rochester para ser governanta da menina Adele. Uma francesinha muito esperta e observadora, ela confia e adora Jane como só uma criança com um bom coração consegue fazer, incondicionalmente. Jane encanta à todos os empregados da casa, com sua humildade, simpatia, inteligência, até que o Sr. Rochester chega à sua propriedade e fica intrigado com a perspicaz e inteligente nova governanta  de sua tutelada. 

A partir desse novo caminha, Jane e ele travam uma batalha de inteligência. Ele de um jeito sempre bruto, e ela sem nenhum melindre por muitas vezes ser tratada de maneira rude, faz com que os embates entre eles se tornassem minhas partes favoritas do livro todo. 

Novos acontecimentos mudarão a vida de Jane por longos meses, até que uma reviravolta fará de Jane um mulher jovem porem decidida a ser dona do seu próprio destino, num tempo onde as mulheres mau poderiam escolher o que comer, quem dirá o que fariam de suas próprias vidas. 

Eu seria capaz de ficar horas escrevendo tudo o que achei dessa historia incrível, mas só deixo aqui a dica de leitura, digo pra voces que querem ler uma linda historia, que tem vontade de ler um clássico e não sabem por qual começar... Leiam Jane Eyre, e tenho certeza que não haverá nenhum arrependimento. 

E, que me desculpe, os amantes de Mr Darcy e Elisabete Bennett, mas pra mim, Jane Eyre e Edward Rochester são O MELHOR CASAL DE TODOS OS CASAIS 

Já estou contando os minutos pra reler essa historia e me apaixonar de novo e de novo e de novo 



Sinopse : www.skoob.com.br 


Jane Eyre, romance de estreia da consagrada e renomada escritora inglesa Charlotte Brontë, narra a história de vida da heroína homônima. Quebrando paradigmas e criticando a realidade vitoriana da época, Jane Eyre desafia o destino imposto às mulheres e as posições sociais que elas deveriam ocupar. Recheado de características góticas, o romance possui personagens inesquecíveis e transformadores, como a figura do misterioso Rochester, patrão de Jane e peça vital da narrativa.