Seguidores

sexta-feira, 24 de maio de 2024

O Aristocrata - Penelope Ward

Mais uma delicinha de leitura da minha autora favorita pra sair de ressacas literárias 

Adorei conhecer a historia da Felicity e do Leo. 

Ele um aristocrata ingles passando ferias nos Estados Unidos, ela uma tipica americana que adora seu ugar, seu bairro, seu pais. 

Quando Leo e seu primo Sig resolvem conhecer o mundo antes dele assumir seu papel na familia, ele conhece Felicity, e quase acontece um amor  a primeira, porque a paixão acontece. A quimica tambem 

E apesar de Felicity relutar muito em entregar seu coração ( e corpo ) pro Leo, o inevitavel acontece, eles se apaixonam perdidamente. 

Mas apesar de todo essa paixão e dos sois terem certeza que querem ficar juntos, a vida esta chamando Leo pro seu lugar e ele precisa ir embora. 

Cinco anos se passam e eles se reecontram  mas nada mais pode ser como antes. E confesso que quando esses cinco anos passaram eu fiquei com o coração apertado com esse reencontro, porque pensei o que sera que vai acontecer, claro que eu imaginava um final feliz, e o final foi lindo

Agora chorei de verdade com a historia do Sig, um ¨fanfarrão ¨desbocado daquele sofreu demais, tadinho, que historia mais triste ele viveu 

Eu sou fã demais da Penelope, ela consegue tirar choros e sorrisos num mesmo capitulo, dentro de uma mesma historia e quase numa mesma cena. 

Leitura simples, mas uma delicia 

 




Sinopse : www.skoob.com.br 

Da autora best-seller do New York Times, Penelope Ward, chega um novo romance independente.

Aquele que partiu. Toda garota tem uma, certo?
O meu era um charmoso aristocrata britânico que virou meu mundo de cabeça para baixo em um verão.
Desde o momento em que avistei Leo à distância através do meu binóculo, fiquei cativado. Eu certamente nunca esperei encontrar um homem tomando banho fora da propriedade do outro lado da baía em seu terno de aniversário.
Então notei seu colega de casa olhando para mim com seus próprios binóculos - me observando observando Leo.
Isso foi um ponto de partida interessante para uma conversa quando inevitavelmente os encontrei.
Acontece que os belos britânicos só estavam alugando aquela casa durante o verão na minha cidade litorânea.
Leo e eu formamos uma conexão instantânea, apesar de sermos tecnicamente opostos ao que tudo indica. Eu o ensinei a procurar mariscos e ele me ensinou que nem todos os caras ricos e poderosos são pretensiosos.
Apesar de saber que ele era totalmente errado comigo, eu não conseguia ficar longe.
Foram alguns meses selvagens e loucos. E antes que eu percebesse, nós nos apaixonamos.
Nós dois tínhamos um desejo: mais tempo juntos.
Mas Leo tinha obrigações em casa. Ele viveu uma vida na qual eu nunca me encaixaria. E eu estava indo para a faculdade de direito. Então, decidimos acabar com isso e nunca mais olhar para trás.
Uma parte de mim sempre sentiu que deixaria minha alma gêmea ir embora.
Eu acreditava que nossa história havia acabado.
Até cinco anos depois, quando ele me enviou uma carta que me abalou profundamente.
Eu pensei que meu mundo estava virado de cabeça para baixo naquele primeiro verão?
Bem, eu não sabia de nada ainda.


sexta-feira, 17 de maio de 2024

Capitães de Areia - Jorge Amado

Então.... não sei dizer em que nivel esse livro me desagradou, eu gostei de ter lido, mas não achei sensacional como muitos acham. Vou tentar focar mais no que gostei do que no contrario rrss

O que mais me cativou nessa leitura foi a escrita do Jorge Amado. Falei em alguns historicos do Skoob que ler esse livro me lembrou muito minha avó, que era baiana e usava muitos dos termos que li aqui, e isso me fez sentir aquela saudade da veinha que ja não ta mais entre nós, então só por isso eu ja fiquei muito feliz 

Mas a historia, ou historias em si não me fizeram suspirar de amor pelo conteudo desse livro. Teve um unico conto ( O do Carrossel que me fez ficar de coração apertado, mas só esse ). E claro  quando no final vamos lendo o que vai acontecendo com cada um dos integrantes dos Capitães de Areia 

O livro foi escrito em 1937, foi proibido em alguns momentos da nossa historia porque sim, mais real  e atual impossivel e ninguem quer que alguem aponte o dedo pros defeitos que estão debaixo dos nossos narizes, e aqui a incompetência do estado, dos órgãos publicos ficam muito evidente.

E justamente enquanto tava lendo esse livro, vi uma historia de um menino de 12 anos, pobre, que tinha perdido a mãe pra uma doença terminal, chorando, contando sua historia pra se tornar barbeiro, que queria estudar, mas que ninguem cortava cabelo com ele por ser muito menino, então um barbeiro adulto viu e se comoveu com seu esforço, sua historia e proporcionou material, cursos pra esse menino de 12 anos, que nesse momento precisava ser criança, assim como os Capitães de Areia, mas tava querendo ser honesto, trabalhador, se esforçar pra dar orgulho pros pais ( a mãe morta e o pai ainda vivo e trabalhador ). Então acho que essa historia me deixou mais comovida do que a dos meninos daqui. 

Não to desdenhando, menosprezando porque afinal quem de nós não sabe o que acontece com esses meninos, abandonados pela familia, excluidos pela sociedade, que muitos deles só querem amor , atenção, carinho, mas o que me incomoda e que esse ¨jeito menos dificil ¨e lidar com as coisas. 

Quando terminei  o ultimo conto, e fui ler o Posfácio do Milton Hatum, pensei, é exatamente isso, não sei se todas as edições tem esse Posfacio, mas pra minha sorte, essa minha edição tem, e concordo muito com o que ele escreveu ali, então vou parar por aqui, e deixar que cada um que ler, tire suas próprias conclusões, afinal a beleza da literatura é essa né.  




Sinopse : www.skoob.com.br 

Capitães da Areia, a história crua e comovente de meninos pobres que moram num trapiche abandonado em Salvador, é talvez o romance mais influente de Jorge Amado. Clássico absoluto dos livros sobre a infância abandonada, assombrou e encantou várias gerações de leitores e permanece hoje tão atual quanto na época em que foi escrito.


Desde o seu lançamento, em 1937, Capitães da Areia causou escândalo: inúmeros exemplares do livro foram queimados em praça pública, por determinação do Estado Novo. Ao longo de sete décadas a narrativa não perdeu viço nem atualidade, pelo contrário: a vida urbana dos meninos pobres e infratores ganhou contornos trágicos e urgentes.

Várias gerações de brasileiros sofreram o impacto e a sedução desses meninos que moram num trapiche abandonado no areal do cais de Salvador, vivendo à margem das convenções sociais. Verdadeiro romance de formação, o livro nos torna íntimos de suas pequenas criaturas, cada uma delas com suas carências e suas ambições: do líder Pedro Bala ao religioso Pirulito, do ressentido e cruel Sem-Pernas ao aprendiz de cafetão Gato, do sensato Professor ao rústico sertanejo Volta Seca. Com a força envolvente da sua prosa, Jorge Amado nos aproxima desses garotos e nos contagia com seu intenso desejo de liberdade.

segunda-feira, 13 de maio de 2024

O Segredo de Colin Bridgerton - ( #4) - Julia Qhuinn

Mais um Bridgerton pra conta. Dessa vez conheci a historia de Colin, o bom vivant , viajante , que tem fama de festeiro ( principalmente de acordo com Lady Whisteldown ) 

Quando Colin aparece nos outros livros ( anteriores ) a gente percebe aquele rapaz que não quer ficar preso a absolutamente nada, naquele momento ele só quer ser solteiro, feliz, viajar e aproveitar seus momentos onde Violet, sua mãe ainda o deixou no  esquecimento, ela ainda tem outros filhos pra casar. 

Os anos se passam e agora com 33 anos Colin volta de uma viagem com a certeza de que Violet finalmente vai cumprir seu melhor papel,  de mãe casamenteita 

Penelope é uma fofa, desde o primeiro livro, onde ela ainda é uma adolecente de 17 anos, mesmo acima do peso, vestindo as piores combinacões de  roupa que sua mãe lhe impoe, ela vai se mostrando muito inteligente e espirituosa. E sua amizade com Eloiza Bridgerton vai amadurecendo ate que aqui as duas ja são inseparáveis. 

Ambas com 28 anos, certas de que serão solteironas pra sempre, até que Colin um dia a enxerga de verdade. 

Eu não me lembro em qual livro anterior, mas me embro perfeitamente de uma cena onde Penelope ainda mais jovem, escuta Colin falando pros irmãos Benedict e Anthony (<3) que ele não se casará com Penelope, nem hoje nem nunca e ela escuta, mas como é uma moça muito esperta, da-lhe uma boa resposta e segue em frente, mesmo de coração partido, porque seu coração tem um só dono desde os 17 anos, mesmo que ele não saiba

Colin é um fofo, engraçado, apaixonado e quando finalmente passa a enxerga-la é lindo demais a interação deles. 

Nos outros livros eu detestava Lady Danburry, aqui eu tive vontade de abraça-la a cada nova aparição, a velhinha e demais. 

E esse final foi demais de lindo, Colin todo orgulhos de sua linda esposa, todo apaixonado e romantico

Ahhhh, e  por ultimo, mas não menos importante, finalmente aqui descobrimos quem é Lady Whisteldown ( claro que pra quem nao viu a serie como eu, porque ja sei que eles estragam a surpresa logo na 1a. temporada, e eu tinha fortes desconfianças de quem era no final do primeiro livro, e até ter eesa certeza confirmada pela filhota eu fiquei entre 3 pessoas rrss  ) 

Vamos ver o que Eloisa vai aprontar no próximo !!




Sinopse : www.skoob.com.br 

Há muitos anos Penelope Featherington frequenta a casa dos Bridgertons. E há muitos anos alimenta uma paixão secreta por Colin, irmão de sua melhor amiga e um dos solteiros mais encantadores e arredios de Londres.
Quando ele retorna de uma de suas longas viagens ao exterior, Penelope descobre seu maior segredo por acaso e chega à conclusão de que tudo o que pensava sobre seu objeto de desejo talvez não seja verdade.
Ele, por sua vez, também tem uma surpresa: Penelope se transformou, de uma jovem sem graça ignorada por toda a alta sociedade, numa mulher dona de um senso de humor afiado e de uma beleza incomum.
Ao deparar com tamanha mudança, Colin, que sempre a enxergara apenas como uma divertida companhia ocasional, começa a querer passar cada vez mais tempo a seu lado. Quando os dois trocam o primeiro beijo, ele não entende como nunca pôde ver o que sempre esteve bem à sua frente.
No entanto, quando fica sabendo que ela guarda um segredo ainda maior que o seu, precisa decidir se Penelope é sua maior ameaça ou a promessa de um final feliz.

Em "Os segredos de Colin Bridgerton", quarto livro da série Os Bridgertons, que já vendeu mais de 3,5 milhões de exemplares, Julia Quinn constrói uma linda história que prova que de uma longa amizade pode nascer o amor mais profundo.

sexta-feira, 10 de maio de 2024

Rede de Mentiras - Jas Silva

Mais um da Jas Silva e gostei muito, apesar de nem de longe ter sido o melhor dela que ja li. 

A Jas escreve muito bem, sua escrita é envolvente, mas achei esse um tantinho fraquinho perto dos outros que ja li dela. Talvez pelo fato de ser mais antigo e com toda certeza a escrita da autora ter amadurecido ao longo dos anos, ( principalmente porque li alguns dos ultimos que ela escreveu, então a gente percebe claramente a mudança e maturidade na escrita ) 

Aqui conhecemos Vicente e Maitê, eles se conhecem desde a adolescência e se  apaixonam, mas uma clara armação faz Vicente sair de cena e Maitê se casar com o irmão cafajeste dele, Otavio ( criatura odiosa ) 

Anos se passam e Vicente se ve obrigado a voltar pro lugar onde ele jurou que nunca mais voltaria, sua cidade, a casa do seu pai e a vida do seu irmão e a mulher que ele ama.

A unica coisa que me irritou nesse livro foi a falta de conversa, porque de resto tudo pra mim é ¨entendível ¨ (rs), mas a falta de comunicação entre Maitê e Vicente nos dias atuais me irritou, dava a maior vontade de gritas na cara dos dois, se expliquem por favor rrss. 

Quando mais jovens e a merd@ toda aconteceu eu até entendo a falta de comunicação, mas 9 anos depois e eles ainda não conseguem ser maduros e sentar pra conversar, é simples, bora sentar aqui e conversar pq ficar, ai deixa pra la, ai voce não entende, isso sim é irritante. 

Fora isso, gostei da historia, gostei do final e só achei que Otavio tinha que ter ganho  uma bela lição, o que ele sofreu não foi nem morno perto do que ele fez Maitê sofrer. 

A Jas aborda um tema bem pesado que sempre mexe com a gente, a violência domestica, descrita sem exageros mas com muito entendimento de quem ta lendo

Mais um pra lista de lidos da dona Jas, e eu gostei muito !!! 



Sinopse : www.skoob.com.br 

Maitê.
Usada. Como peão em um tabuleiro de xadrez.

Antes de conhecer a minha história, você precisa saber que foi a perda dele que me transformou na mulher que sou hoje. Você também precisa saber que não me foi dada escolha, pelo menos, não até o dia em que o bom filho à casa tornou. Para o alívio do meu esposo, irmão de Vicente. E para o meu desespero, que me vi obrigada a estar cara a cara, outra vez, com o único homem que amei na vida.

Vicente.
Traído. De uma maneira que nunca pensei ser possível.

Eu não desconfiei, sequer esperei receber um golpe tão duro e sórdido ao mesmo tempo. Nove anos após perder a namorada para o meu próprio irmão, eu estou de volta. E eu não vim para perdoar os corações culpados.
Eu vim para obter a minha vingança.

segunda-feira, 6 de maio de 2024

Incendeia-me (Estilhaça-me #3) - Tahereh Mafi

 Agora sim eu adoreiiiiii !!!!

O primeiro livro foi bom, 1.5 e o 2.5 uma encheção  de linguiça sem fim, o livro 2 uma chatice só coma Juliette reclamando de tudo, oh vida, oh ceus oh azar, ninguem me ama ninguem me quer, que eu só pensava, ai jzuis, será que ela não melhora, será que vai assim até o final, e graçassssss aos ceus ela melhorou. 

Kenji ainda continua sendo o melhor personagem da serie, e to adorando o James tambem, todo perguntador, todo curioso e apesar dos ¨seus quase 12 anos ¨ ( é assim que ele fala ) , ele é muito esperto. 

Nesse livro tem tanto acontecimento, tantas revelações, que a gente fica contando os minutos pelas proximas páginas... e pra mim valeu cada minuto que li, porque aquela Juliette chata e cheia de ¨eu não posso, eu não consigo¨ficou bemmm pra tras

Minhas cenas favoritas eram sempre com Kenji, mas as cenas do Warner, o coração aberto dele, as intenções dele sempre tão claras, e a dor dele ao receber a noticia da mãe, foi de doer na gente porque deu muita pena dele, de verdade

E eu passei de ¨não gostar nenhum pouco dele, a torcer por cada minuto por ele, quando ele aparece, e de verdade ja queria pegar o proximo livro so pra saber o que vai acontecer. 

E Adam, não consigo sentir raiva dele, acho ele chato muitas vezes bem grosseirão principalmente com relação a Juliette, mas não consigo ficar com raiva. Ele ta sofrendo, mas mostra um certo egoismo por achar que tudo se resume à ele, e gostei muito quando ele finalmente entendeu que Juliette não é mais a mesma que ele conheceu. 

Tahereh é boa, a historia é boa, envolvente, e apesar de achar que são muitos livros pra uma serie simples, ela é bem escrita e to roendo as unhas pra saber o que vem agora, pro Restabelecimento, pro povo, e pros amigos da Juliette.




Sinopse : www.skoob.com.br 

Juliette Ferrars continua em sua saga de autodescorberta nesta eletrizante sequência da série Estilhaça-me

Todos aqueles com quem Juliette já se importou podem estar mortos. A guerra pode chegar ao fim antes de sequer ter começado. Ela é a única resistência no caminho do Restabelecimento e sabe que, para sair viva, o Restabelecimento não pode viver.

Todavia, para derrubar o sistema e o homem que quase a matou, Juliette precisará da ajuda justamente de uma pessoa em quem pensou que jamais poderia confiar. E, conforme a dupla trabalha junto para derrubar o inimigo, ela descobre que tudo o que pensou saber – sobre Warner, sobre suas habilidades e até mesmo sobre Adam – estava errado.

sexta-feira, 3 de maio de 2024

The Viper ( #3 Prison Camp ) - JR Ward

Há algum tempo que os livros da Ward já não me causam tanto frisson quanto me causavam logo que comecei a ler os livros dela. O último livro dela que me empolguei demais, vibrei e adorei foi A Escolha , depois disso não consegui mais ficar do mesmo jeito, to achando tudo muito cansativo, as vezes repetitivo e sem aquele encanto do começo. 

O Jackal e o Lobo dessa série eu ate que gostei, e gostei mais do que desse aqui, porque achei que a historia do Kane ficou faltando muita coisa, que historia é essa da víbora que não ficou explicada, tudo bem que a da Nadia ate que entendemos bem, mas faltou e muito na de Kane. 

Um pouquinho do Vishious e da Pane, do Butch mas ainda assim não deixou o coração cheio de felicidade pra ler mais. 

Apex e Callum deixaram um gostinho e uma vontade de ler mais sobre eles, mas como tenho me decepcionado ultimamente com os livros e as historias de Ward, quero sim ler, mas nao vou criar nenhuma expectativa, não mesmo 




Sinopse : 

O terceiro livro série Irmandade da Adaga Negra: Prison Camp  do autor best-seller número 1 do New York Times, J.R. Ward.

Terrivelmente ferido depois de salvar um de seus companheiros de prisão, Kane não consegue evitar de se apaixonar pela enfermeira que supervisiona sua convalescença. Mas com os dois presos no famoso campo de prisioneiros e sua saúde em jogo, Kane sabe que não sobreviverá por muito mais tempo. Porém, quando uma chance de libertação vem de uma fonte inesperada, ele jura libertar seu amor, não importa o custo, mesmo que não consiga sair vivo.

Livros Lidos - Abril

 Mais um mês pra lá de produtivo por aqui 

Li bons livros, terminei As Cronicas de Gelo e Fogo  e já tô ansiosa pra ler as continuações de novas séries que comecei  




Vamos à lista : 


  1.  O Peso do Pássaro Morto   – Aline Bei   
  2.  A Dança dos Dragões #5 As Cronicas de Gelo e Fogo – George RR Martin
  3.  Bela Jogada – Penelope Ward e Vi Keeland
  4.  O Principe Cruel ( #1 O Povo do Ar ) – Holly Black
  5.   By Fenzy I Ruin – ( #5 Sins of the Father ) – Cora Reilly
  6.    Se não fosse você ( releitura ) – Colleen Hoover
  7.   Eu sou Eric Zimmerman ( releitura ) – Megan Maxwell
  8.   A República do Dragão - #2 – R.F. Kuang