Seguidores

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

As Brumas de Avalon ( #4 O Prisioneiro da Árvore ) - Marion Zimmer Bradley

Ultimo livro dessa série incrível e, apesar de eu ter demorado muito pra ler ( na verdade voltei de ferias meio que com uma ressaca literária por ter lido muitos livros e num período curto de tempo rrss, isso sempre acontece comigo depois das férias rrss ), então demorei pra engatar na leitura.

Mas na finalização dessa historia incrível, temos em O Prisioneiro da Árvore um livro mais ¨violento¨, cheio de tramoias, com muita morte, muita Visão por parte da Morgana.

E Morgana.... ora anja ora demonia rs. Em vários momentos eu pensava se eu queria que ela desaparecesse no rio rumo a Avalon, ou se queria que ela sentasse ao lado de Artur em Camelot rrss. Ela é muito muito engenhosa, manipula à tudo e à todos ( como vemos muito bem no livro 3... mas aqui tudo  o que ela planeja acontece.

Usando como mantra de que a Deusa a escolheu para fazer e acontecer com todo mundo e em todos acontecimentos, Avalon e Camelot começam a virar de cabeça pra baixo. Camelot estava em paz, com um rei que trouxe a paz, mas com os engenhos de Morgana, tudo aos poucos vai se tornando um caos, porque de acordo com a previsão da Deusa, Gwydion é quem vai arrumar tudo.

E Morgause, meu pai do seu, que mulherzinha insuportavel. Pior que ela só a Rainha Gwen. Comecei e terminei a historia detestando essa mulherzinha chata.

Mas essa série nos causa isso. Emoções fortes, muita aventura e muita descoberta. Marion escreveu uma obra prima, rica, e que vale cada minuto em que a gente mergulha, de cabeça, nessa historia incrível.. 



Sinopse : www.skoob.com.br 

A Senhora da Magia, A Grande Rainha, O Gamo-Rei e O Prisioneiro da Árvore são os quatro volumes 
que compõem As Brumas de Avalon - a grande obra de Marion Zimmer Bradley -, que reconta a lenda do rei Artur através da perspectiva de suas heroínas.
Guinevere se casou com Artur por determinação do pai, mas era apaixonada por Lancelote. Ela não conseguiu dar um filho e herdeiro para o marido, o que gera sérias conseqüências políticas para o reino de Camelot. Sua dedicação ao cristianismo acaba colocando Artur, e com ele toda a Bretanha, sob a influência dos padres cristãos, apesar de ser juramento de respeitar a velha religião de Avalon.
Além da mãe de Artur, Igraine e de Viviane, a Senhora do Lago que é a Grande Sacerdotisa de Avalon, uma outra mulher é fundamental na trama: Morgana, a irmã de Artur.
Ela é vibrante, ardente em seus amores e em suas fidelidades, e polariza a história com Guinevere, constituindo-se em a sua grande rival. Sendo uma sacerdotisa de Avalon, ela tem a Visão, o que a transforma em uma mulher atormentada.
Trata-se, acima de tudo, da história do conflito entre o cristianismo, representado por Guinevere, e da velha religião de Avalon, representada por Morgana.
Ao acompanhar a evolução da história de Guinevere e de Morgana, assim como dos numerosos personagens que as cercam, acompanhamos também o destino das terras que mais tarde seriam conhecidas com Grã-Bretanha.
As Brumas de Avalon evoca uma Bretanha que é ao mesmo tempo real e lendária - desde as suas desesperadas guerras pela sobrevivência contra a invasão saxônica até as tragédias que acompanham Artur até a sua morte e o fim da influência mítica por ele representada.
Igraine, Viviane, Guinevere e Morgana revelam através da história de suas vidas e sentimentos a lenda do rei Artur, como se ela fosse nova e original.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita !!! Deixe seu email para que eu possa responder sua mensagem.
Ana Paula